smart tv oled
Nenhum comentário

O que é QLED? Conheça vantagens e desvantagens dessa tecnologia

Na hora de comprar uma nova televisão, muitas pessoas ficam na dúvida entre uma smart TV QLED e um modelo com tela OLED, tecnologias que são as mais populares atualmente. Ainda encontradas em grande quantidade, as versões com display de LED também surgem como alternativa, principalmente para quem quer economizar.

Presente em televisores da Samsung e TCL principalmente, a tecnologia Quantum Dot Light Emitting Diodes (“Diodo Emissor de Luz com Pontos Quânticos”, em tradução livre) promete fornecer imagens com níveis de brilho mais destacados e um consumo de energia reduzido, além de contar com um processo de fabricação mais simples.

Conhecer um pouco mais sobre esse padrão e saber como a smart TV QLED funciona é uma boa para ajudar a definir qual é a melhor alternativa. Pensando nisso, preparamos um resumo sobre essa tecnologia.

O que é QLED?

Essa tela de TV é um avanço do LCD e tem como base os pontos quânticos, que são pequenas partículas condutoras com dimensões que não ultrapassam nanômetros de diâmetro.

Cada um desses pontos quânticos absorve certas frequências de luz e emite outras, criando imagens e reproduzindo uma ampla variação de cores, brilho e contraste, resultando em cenas vivas e intensas. Em TVs 4K, com recursos como Dolby Vision e HDR Premium, ela propicia imagens ainda mais fiéis à realidade.

A qualidade da imagem é um dos destaques da tecnologia.
A qualidade da imagem é um dos destaques da tecnologia.

Segundo a Samsung, marca que mais investiu no uso desse padrão, os aparelhos Samsung QLED são capazes de reproduzir 100% do volume de cor presente em uma cena, destacando as diferenças mais sutis, exibindo texturas e nuances impressionantes.

A Sony foi outra fabricante que apostou na produção de TVs com pontos quânticos, que se diferencia dos modelos de LED tradicionais conhecidos por possibilitar a passagem apenas das cores verde, azul e vermelho, de menor precisão e intensidade. No entanto, a marca japonesa optou por outras tecnologias, enquanto a sul-coreana tem modelos como a Samsung QLED 55 (bastante procurada).

Vantagens e desvantagens

Uma das vantagens do QLED é que esse tipo de tela se mostra menos suscetível ao efeito burn-in, no qual uma imagem mostrada por muito tempo acaba ficando “impressa” no display. O problema normalmente ocorre nas TVs OLED com alguns anos de uso e em condições de brilho intenso.

Os aparelhos com o padrão também se caracterizam pela capacidade de reproduzir a variação das cores em sua totalidade e pelo brilho intenso. Alguns modelos de Samsung QLED, por exemplo, chegam a 2 mil nits de brilho em seu pico de luminosidade, permitindo ajustar a configuração no máximo e aproveitar os benefícios da função HDR.

Fina, a tela QLED combina com a decoração.
Fina, a tela QLED combina com a decoração.

Vale destacar também o ângulo de visão da smart TV QLED. Como ela compensa os reflexos da luz ambiente, o usuário consegue visualizar uma imagem perfeita, independente de onde estiver, seja em frente ao aparelho ou de lado.

Entre os benefícios, há ainda um custo de produção menor, que pode resultar em smart TVs mais baratas, e o menor consumo de energia, especialmente quando comparamos com as TVs OLED.

Por outro lado, o padrão pode apresentar algumas limitações que desagradam aos usuários mais exigentes. Uma delas é em relação à cor preta, chegando a mostrar uma tonalidade acinzentada em modelos mais simples, além de um nível de contraste inferior.

Outros tipos de telas

Além da Samsung QLED e das versões comercializadas pela TCL, você vai se deparar com outras tecnologias de telas ao procurar a sua nova televisão.

Veja as principais características de cada tipo a seguir.

  • Tela de Plasma: mais antigo, o Plasma forma as imagens a partir da combinação de milhares de células individuais, oferecendo bons níveis de contraste e fidelidade das cores. No entanto, é mais suscetível aos reflexos e consome mais energia. Esse padrão já foi praticamente abandonado, mas ainda pode ser possível encontrar TVs de plasma.
  • Tela LCD: a tela de cristal líquido utiliza lâmpadas fluorescentes traseiras para reproduzir as cores, formando imagens a partir da aplicação de um pulso elétrico nos pixels. Ela se caracteriza por um brilho mais intenso, podendo ser usada em ambientes claros, mas possui limitação em relação ao ângulo de visão.
  • Tela de LED: na tecnologia do diodo emissor de luz, lâmpadas de LED iluminam um painel LCD em vez das fluorescentes. Com isso, temos uma TV de menor consumo de energia e imagens mais ricas em cores, nitidez, brilho e contraste, graças à presença de três minúsculos LEDs por trás de cada pixel (azul, vermelho e verde).
  • Tela OLED: sem utilizar iluminação traseira como as demais, ela emite luz própria, com os pixels se acendendo individualmente, assim que a corrente elétrica passa por eles. Isso resulta em alto contraste, brilho intenso e cores muito mais fiéis à realidade, além de telas mais finas, devido à ausência do painel atrás.

Qual é a tecnologia com o melhor custo-benefício?

Agora que já sabemos o que é TV QLED e conhecemos as suas principais vantagens e desvantagens, além das características das tecnologias concorrentes, chegou a hora de decidir qual delas comprar.

Em termos de qualidade da imagem, a smart TV QLED não fica para trás em relação à sua rival, além de ter uma maior proteção contra o efeito burn-in e de ser mais barata. Porém, a TV OLED sai na frente quanto à reprodução de imagens muito escuras, exibindo um “preto mais preto”, e conta com telas mais finas e flexíveis.

A TV Samsung QLED é um dos modelos que trazem esse padrão de tela.
A TV Samsung QLED é um dos modelos que trazem esse padrão de tela.

Vale considerar também as TVs de LED, que, apesar de uma qualidade menor quando comparada com as versões mais modernas, normalmente têm um preço inferior, o que faz a diferença para quem pretende economizar.

Caso queira investir em uma Smart TV QLED, temos algumas sugestões para você:

Comentários